Educação e Capacitação Profissional Internas

As Instituições de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário investiram R$ 17.581.878,00 em aperfeiçoamento, atualização e complementação profissional de todos os empregados, incentivando a participação em treinamento de curta e longa duração, e estágios.


Cursos de pós-graduação e de curta duração

Em 1998, a Embrapa manteve 326 técnicos em cursos de pós-graduação, no País e no exterior. Desse total, 229 em cursos em nível de doutorado, 19 em cursos de pós-doutorado e 78 em cursos de mestrado. Quanto aos treinamentos de curta duração, a Embrapa proporcionou 1.960 treinamentos durante o ano, por meio de cursos formais ou à distância. Em Passo Fundo (RS), 22 empregados e 54 estagiários de nível superior foram treinados no uso dos recursos de Informática.


51 empregados fazem o Telecurso 2000

Em Brasília (DF) e Campo Grande (MS), a partir de convênio com o SESI, 53 empregados da Embrapa e das empresas prestadoras de serviços de limpeza cursaram o Telecurso 2000, com o objetivo de concluir o 1º grau. As aulas foram realizadas em horário de trabalho e sem custos pessoais. Em Concórdia (SC) a Empresa viabilizou, em parceria com o Sinpaf, a Coordenação Regional de Educação e o Centro Educacional de Adulto, o curso de ensino fundamental para 44 empregados.


Alfabetizados 20 em Petrolina e 15 em Rio Branco

Parceria da Embrapa Semi-Árido de Petrolina (PE) com o Serviço Nacional de Alfabetização Rural (Senar) permitiu que 20 empregados fossem alfabetizados em 1998. Desde 1997, 15 funcionários da Embrapa Acre foram alfabetizados por meio de parceria com o Sesi e a Secretaria Municipal de Educação. As turmas, com quatro alunos em média, têm material didático do Sesi e recursos audiovisuais (TV e vídeo).


Pós-graduação para 33 no Iapar

O Iapar manteve 33 pesquisadores, e técnicos de nível superior, em cursos formais de pós-graduação (mestrado, doutorado e pós-doutorado), durante o ano de 1998. Com o constante investimento do Instituto nesse programa, nos últimos 20 anos, cerca de 80% do seu quadro de nível superior possuem titulação em nível de mestrado ou doutorado.


Epamig capacita 169

Em 1998, 150 empregados da Epamig fizeram cursos de curta duração, três pesquisadores estão em curso de mestrado, e 16 em doutorado.


Emater-GO investe em 968 empregados

Já a Emater-GO, entre cursos voltados para as áreas administrativa e técnica, capacitou 968 empregados, sendo quatro em curso de mestrado, quatro em doutorado e 14 em cursos de especialização.


Estudantes e bolsistas estagiam na Embrapa

Com o objetivo de dar à classe estudantil oportunidades para conhecer melhor o trabalho realizado pela pesquisa agropecuária e, ao mesmo tempo, propiciar conhecimentos tecnológicos que possam complementar o aprendizado realizado em sala de aula, a Embrapa concede estágios para estudantes de 3º grau, em graduação e pós-graduação, ensino profissionalizante e 2º grau. Em 1998 foram contabilizados 93.870 estagiários remunerados e bolsistas. Além desses, 74.716 estudantes fizeram estágio não-remunerado.


Capacitação em recursos genéticos e biotecnologia

A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, considerada centro de excelência nas duas áreas do conhecimento, ofereceu 177 estágios e 102 bolsas a estudantes do Brasil e de outros países da América Latina, a partir de recursos oriundos da própria Embrapa, da Capes e do CNPq.


Universidade no campo democratiza acesso às informações

Em convênio com o CNPq, o Iapar ofereceu estágios para 59 estudantes de graduação e treinou 103 estudantes, tanto na área administrativa quanto na técnica. O investimento foi de R$ 1.430,00, por estagiário. Pertence também ao Iapar a coordenação do Programa Universidade do Campo, que democratiza o acesso às informações tecnológicas e gerenciais referentes ao agronegócio no Paraná, disponibilizando, a custo zero, os dados existentes nas diversas entidades que atuam, direta ou indiretamente, nesse setor no Estado.


Estudantes trabalham durante as férias

Estagiaram na Epamig, como bolsistas, 22 estudantes de nível médio e 27 de nível superior. Outros 37 participaram de estágios de curta duração (férias escolares), sendo 15 de segundo grau e 22 de terceiro. A Emater-GO ofereceu 23 estágios a estudantes de nível médio e seis estudantes de nível superior.


Emprego para 134 menores carentes

A Embrapa manteve convênios com o Centro Salesiano do Menor, a Fundação para a Infância e Adolescência, o Círculo de Amigos do Menino Patrulheiro e Corporações dos Patrulheiros Mirins, entre outras instituições, para a contratação e integração de menores aprendizes entre 14 e 17 anos. Em Brasília (DF), Campo Grande (MS), Dourados (MS), Porto Velho (RO), no Rio de Janeiro (RJ) e em São Carlos (SP), os convênios beneficiaram 134 menores com salário, vale-refeição e transporte.


Iapar treina 48 guardas-mirins

O Iapar manteve o programa de atendimento à criança, por meio da contratação de guardas-mirins, treinando 48 menores em atividades de administração, Informática e mensageria.

 

Sumário:

Agricultura Familiar
Reforma Agrária
Apoio Comunitário
Apoio a Comunidades Indígenas
Segurança Alimentar
Meio Ambiente e Educação Ambiental
Educação e Capacitação Profissional Externas
Educação e Capacitação Profissional Internas
Saúde, Segurança e Medicina do Trabalho
Impacto das Principais Tecnologias Desenvolvidas e Transferidas à Sociedade
Demonstrativos do Balanço Social (Embrapa - Emater-GO - Epamig - Emparn - Epagri)

 


Copyright © Embrapa. Todos os direitos reservados.