Balanço 2019 | Destaques | Impactos | Adoção | Ações Sociais | Prêmios
Foto: Sérgio Elmar Bender
Alimento em quantidade e qualidade para gado de leite ou de corte, mesmo no “vazio forrageiro”. Foto: Sérgio Elmar Bender
Inoculação Fósforo | Sisteminha | Tambaqui certificado | Uva Vitória | Soja 5601RR | Plataforma AgroAPI | Capim Kurumi | Drawback aves

Capim elefante BRS Kurumi alimenta gado no outono e na primavera

Um dos principais problemas enfrentados pelos produtores de leite e pelos criadores de gado de corte e ovinos da região Sul do Brasil é a falta de pasto em duas épocas do ano: outono e primavera. A Embrapa, então, solucionou o problema desenvolvendo um capim perene que cresce independentemente da estação do ano e produz alimento em quantidade e qualidade adequada para gado de leite ou de corte, mesmo durante os chamados “vazios forrageiros”. É o capim-elefante 'BRS Kurumi', lançado em 2013.

Para transferir a tecnologia, a Embrapa distribuiu mudas a produtores, implantou unidades demonstrativas em parceria com a Emater/RS e com cooperativas da região Sul, além de divulgar a cultivar em programas de TV, no rádio e em multimídias. Também foram criados, nas redes sociais, grupos variados com mais de 200 participantes em cada, para trocar experiências. Além disso, já foram credenciados seis viveiristas para distribuição do capim em todo o País.

Como resultado, estima-se que, atualmente, mais de 10 mil hectares estão plantados com o capim 'BRS Kurumi' só no Rio Grande do Sul.

O produtor Lucas Brob do município de São Lourenço do Sul, RS, por exemplo, recebeu uma muda da Embrapa em 2013 e possui hoje 5 hectares plantados. Até 2013, produzia, em média, 7.000 litros de leite por mês; já em 2018, sua média chegou a 12.000 litros por mês; e, em 2019, alcançou 15.000 litros por mês. Em depoimento, Brob atribuiu esse aumento à introdução da cultivar 'BRS Kurumi' em seu sistema de produção, pois esse capim aumentou a oferta de forragem nos períodos críticos.

Outro exemplo é o produtor Daniel Ivanei Anklan, do município de Derrubadas, RS. De dezembro de 2017 a outubro de 2018, ele manteve 73 bovinos de corte em 8 hectares, obtendo ganho de 13.800 kg de peso vivo. Isso equivale a 1.725 kg por hectare, quase quatro vezes mais que a média do estado nesse período. Por isso, para a safra 2018/2019, o produtor ampliou a área plantada com a forrageira para 53 hectares.

Mais informações: https://www.embrapa.br/busca-de-solucoes-tecnologicas/-/produto-servico/9/capim-elefante---brs-kurumi

Balanços anteriores | Unidades | Fale conosco | SAC


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)

Secretaria de Desenvolvimento Institucional (SDI)
Secretaria Geral da Embrapa (SGE)
Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas (SIRE)

Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433